A Nova Imagem Profissional

Olá,

Falar de imagem profissional hoje em dia é um assunto muito mais amplo do que somente as questões relacionadas à própria roupa. Em primeiro lugar é fundamental entender que essa imagem abrange três pilares principais: postura, fala e aparência.

A postura envolve a forma de lidar com as situações, os valores, assim como as questões corporais mesmo. Como eu lido com as situações que acometem o meu dia-a-dia de trabalho? No caso de momentos de estresse, por exemplo, como seria a minha reação?

É necessário que a fala harmonize com o restante dos elementos que nos representam. Imagine que eu tenha uma voz bem suave, até infantil e a minha aparência seja a de uma pessoa forte, moderna, descolada, com roupas escuras, contrastantes. São elementos bem opostos, que não se conectam e podem causar uma impressão conflituosa.

Por fim, a aparência é o elemento de maior visibilidade na imagem de uma pessoa. Será a responsável pela famosa primeira impressão. Para estar em equilíbrio, é preciso levar em consideração o seu estilo de vida, as suas proporções corporais e as cores que melhor complementam a sua fisionomia.

Então postura, fala e aparência precisam estar em sintonia com os seus objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais. Esse alinhamento fortalece a autoestima e pode gerar mudanças em áreas aonde já existia uma certa insatisfação ou acomodação.

Vivemos um momento de grandes transformações nas dinâmicas do trabalho, aonde profissões, funções e ambientes se flexibilizam sensivelmente. Não é mais preciso exercer uma profissão ou uma função ou mesmo trabalhar em uma mesma empresa por toda uma vida. Existem milhares de possibilidades e é normal haver uma certa experimentação.

A idade é uma questão de percepção, tanto pessoal, quanto dos outros. A idade é uma característica que começa a não mais determinar a longevidade da carreira de alguém. Assim, dentro do universo laboral, será cada vez mais comum termos novos ciclos de atividades, mesmo após os cinquenta ou sessenta anos.

team-player-work

fonte da imagem: http://www.saxonsgroup.com.au

Fico encantada quando vejo o brilho nos olhos, de empolgação, de quem já deu o sangue por uma instituição por muitos anos e agora acalenta novos projetos. E isso é mais do que bem vindo em um país que envelhece a passos largos e que realmente irá precisar contar com mão-de-obra capacitada intergeracional.

Uma geração aprende com a outra, acontece uma troca de experiências riquíssima. Já repararam que, geralmente, não é entre os nossos pares que ampliamos a nossa visão sobre o mundo? É necessário ouvir opiniões divergentes, diversas, para fazer com que a nossa mente busque outras possibilidades de ação.

Nada como a emoção para trazer essas relações para outro nível. Chega de relacionamentos impessoais demais, não faz mais sentido levar uma vida robotizada. Deixa isso para os robôs! O que nós precisamos é sermos mais humanos, é isso que nos irá diferenciar das máquinas e que irá garantir uma ocupação no mercado em um futuro próximo.

Com carinho,

Julia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s