Contratação de cuidadores profissionais

Olá,

Bom dia!

Essa semana recebi um pedido para que falasse um pouco sobre a minha experiência com a contratação de cuidadores para a minha mãe. Para começar, quero dizer sobre a importância do cuidador familiar ter um tempo só dele. Uma questão que me incomoda nesse meu papel de cuidadora principal é o fato de não ter a liberdade e a espontaneidade que eu tinha antes, porque tudo precisa ser programado com antecedência. Quando eu tenho alguém com a minha mãe sinto-me leve, com a opção de poder “gastar” esse tempo da maneira que quiser. É fundamental sair de casa nesse momento e fazer atividades que te dão prazer, seja se divertindo ou trabalhando.

No entanto, essa tarefa de escolher o cuidador profissional ou não para estar com o seu familiar durante a sua ausência não é nada fácil, mas não é impossível. Eu sempre busquei indicações de pessoas da área da saúde, mas isso não garantiu o sucesso da minha empreitada. Entrevistei muitas pessoas e testei mais um tanto. Abaixo cito uma lista de oito pontos a serem observados na contratação:

  1. O cuidador precisa estimular o doente a fazer atividades diferentes para que o mesmo não fique na frente da televisão o dia todo (ex. caminhadas, colorir desenhos, ler o jornal, ajudar em atividades domésticas etc);
  2. Deve evitar falar no diminutivo. O doente não gosta de ser infantilizado, quer ser respeitado por tudo o que ele já foi e ainda é;
  3. No caso de um doente ativo, pode ser interessante que o cuidador também realize trabalhos domésticos para que o doente não sinta que ele está ali somente por conta dele. Por isso sugiro que o cuidador não use branco ou jaleco;
  4. É importante que o cuidador não trate o doente como se fosse de porcelana exagerando na cautela, o que pode tirar a independência do mesmo;
  5. O doente “fareja” o cuidador que tem medo dele e aproveita para amedrontá-lo ainda mais, por isso, o cuidador deve agir o mais natural possível e não se mostrar assustado com as possíveis oscilações de humor do doente;
  6. O cuidador precisa compreender que cada doente tem as suas particularidades, o que funciona para um, pode não funcionar para outro, é preciso conhecer a personalidade do doente para saber lidar com ele;
  7. É fundamental que o cuidador seja bem humorado, calmo e proativo;
  8. E por último, o cuidador deve ter consciência de que a sua função e formação são diferentes das de um enfermeiro e que portanto, não pode cobrar o mesmo valor pelos seus serviços.

Fui aconselhada a fazer um período de adaptação entre o doente e o novo cuidador para ver se a relação deles iria funcionar. O que eu digo é o seguinte: faça esse procedimento sim, mas com um ou dois dias de teste já é possível saber se a relação entre ele e o doente irá funcionar. Se o doente não simpatizar com o cuidador, por mais recomendado que ele seja, pode esquecer porque ele não irá cooperar com essa pessoa.

Entendi que em determinadas situações, pode ser até melhor contratar pessoas que não são cuidadoras profissionais, mas que gostam de lidar com esse público e estão dispostas a aprender com o tempo. É fundamental que o cuidador tenha amor pelo seu trabalho, ou seja, não faça isso somente por dinheiro. Dessa maneira, ele também será amoroso com o seu familiar.

Hoje em dia tenho três pessoas que se revezam: uma trabalha durante o dia de segunda a sexta: cuida da casa e presta assistência em algumas tarefas de mamãe; as outras duas alternam nos finais de semana. Tem funcionado bem assim. Para se ter uma ideia, somente uma delas tem formação como cuidadora. Não sei se ainda existe, mas essa pessoa fez a sua formação em um curso oferecido pela paróquia da Igreja Nossa Senhora Rainha do Belvedere e sou encantada com o seu trabalho. Pode ser um bom local para pedir indicação de profissionais.

Espero que com esse relato ajude as pessoas que como eu, precisam desse tipo de serviço.

Com carinho,

Julia

juliabello-siteaarp

fonte da imagem: AARP

Anúncios

2 comentários sobre “Contratação de cuidadores profissionais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s