Histórias de Família

Olá!

Essa semana lembrei-me de meu avô Paulo e de como ele sempre dizia que eu o fazia lembrar da sua mãe. A minha avó costumava reclamar disso, mas eu não ligava, achava que era um gesto carinhoso, porque para mim só podia ser uma honra trazer esse tipo de sentimento para alguém.

Adoro ouvir histórias antigas, de pessoas que não existem mais, mas que deixaram as suas lembranças e realizações como legado. Tenho o privilégio de aprender com os causos da família do meu pai e da minha mãe porque foram escritos livros sobre esses assuntos.

Me surpreendi com a vivacidade de uma vida tão mais trabalhosa do que a nossa, com pouquíssima tecnologia disponível. No entanto, eram mais unidos, independente da distância. Se visitavam, escreviam cartas, queriam bem umas às outras com o coração aberto e sincero.

Tenho como exemplo inúmeros antepassados que se dedicaram ao ensino, à política e à medicina de uma maneira que pouco se vê. As pessoas eram medidas por seus valores como seres humanos. Bons tempos!

Também descobri que a avó paterna de minha mãe provavelmente teve demência, em uma época em que se sabia pouco sobre o assunto. Reservada, era de pouca fala, mas nunca faltaram-lhe amigos. Viveu para criar os filhos. Bem diferente da vida agitada que a minha mãe levou, cuidando da prole, trabalhando e ainda dedicando um tempo para si mesma. Seria a genética? Difícil dizer.

Conservo o hábito de encontrar a família (ou os amigos que já são quase família) e com frequência os convido para compartilhar uma refeição. Nada de luxos, sempre comidinhas simples e apetitosas. Imagino que está no sangue de mineirinha. É o tipo de coisa que me dá satisfação, reunir em volta de uma mesa, como se fazia antigamente.

Dizem que esse apoio é uma boa maneira de driblar uma série de doenças.

Com carinho,

Julia

juliabello-brazilwonderstumblr

fonte da imagem: brazilwonders no tumblr

Anúncios

Um comentário sobre “Histórias de Família

  1. Marilia Imbelloni Hosken disse:

    Julia, suas crônicas belas, singelas e com clareza calam fundo na alma da gente. Colecione e faça um livro para lermos todos os dias. Me faz tão bem!
    Beijo grande.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s