Projeto Bela Maturidade

Olá!

Seja bem vinda!

Quero contar um pouco da minha história para você entender os motivos que me levaram a criar esse projeto. Cuido da minha mãe que foi diagnosticada com Alzheimer há quase dez anos. Faz uns dois anos que começou a demandar um acompanhamento mais constante e agora está na fase intermediária da doença.

Demorei um tempo até aceitar essa nova realidade e sofri bastante com isso. Passei a questionar a minha vida, as minhas escolhas e prioridades. Por incrível que pareça isso me fortaleceu, me trouxe novas perspectivas e uma conexão com a minha essência. Em consequência disso, também ando resgatando a essência da minha mãe.

Li e continuo lendo muito sobre o assunto em busca de trazer mais qualidade de vida e felicidade para nós duas. Quero promover a saúde, a alegria, o amor e a paz de espírito a partir da adoção de uma nova postura diante dos desafios. Quero celebrar a vida e aceitar a morte como parte de um grande ciclo de aprendizado e diversão, por que não?

Aí é que entra esse projeto. De que adianta o conhecimento se ele não for disseminado, se não chegar a quem precisa e procura por ele? Cada descoberta que torna o meu dia-a-dia e da minha mãe melhor merece ser compartilhada. E não só como efeito paliativo (alívio do sofrimento) de uma doença, mas também como efeito preventivo para as possíveis doenças do nosso futuro.

Faz anos que auxilio pessoas na conscientização da sua imagem e em consequência, na melhoria da sua autoestima. No entanto, sinto que o público maduro carece mais desse tipo de apoio, principalmente porque muitos acreditam que não o merecem, como se a vida acabasse antes da hora.

Então te convido a participar desta caminhada de desafios, pesquisas, descobertas e novas amizades. Se tem uma coisa bacana neste mundo é que quando você se empenha em alguma tarefa com o coração, a ajuda aparece de todos os lados porque acredito que ainda vivemos em um mundo de compaixão.

Muito prazer!

Julia.

juliabello-imagemdositemovimente-se-catracalivre

fonte da imagem: catraca-livre

Anúncios

21 comentários sobre “Projeto Bela Maturidade

  1. Regina Barroso disse:

    Ei Julia,
    Parabéns pela iniciativa. Quero acompanhar, com certeza. Com relação ao Alzheimer, cuidei também de minha mãe, por 3 anos, com essa doença. Nunca fui tão filha dela como nesse período. Acho que resgatei anos de afastamento, Até o contato físico foi importante. Vc vai ver que por mais dolorido que seja, tem momentos bons que vão ficar para sempre. Ab,
    Regina Barroso

    Curtir

    • juliabello disse:

      Oi Regina,
      Obrigado pelo apoio! Não sabia da sua mãe. Que bom que você teve a chance de fazer esse resgate com ela. Essa troca é maravilhosa! O contato físico é fundamental sim. Pode ser que a pessoa não entenda uma palavra, mas com certeza irá entender um abraço ou um beijo. Aliás, quem não precisa de carinho? Seja bem vinda!
      Um abraço carinhoso,
      Julia

      Curtir

  2. Carmen Regina Grossi Araújo disse:

    Parabéns pela iniciativa e projeto! Quero participar! Um movimento que certamente irá ajudar muitas pessoas! Tenho amigas com a doença e pela minha falta de conhecimento sobre o assunto, fico estática quando as visito, por querer e não saber como ajudar! Beijo sua mãe e você.

    Curtir

    • juliabello disse:

      Oi Cacá,
      Que bom ter você aqui! Obrigada pelo apoio. Continue indo ver as suas amigas. O seu carinho e companhia são essenciais para elas.
      Um beijo,
      Julia

      Curtir

  3. Flávia Bandeira disse:

    Que bacana! Parabéns pela iniciativa! Não sabia da história da sua mãe… Minha avó Efigênia, onde trabalhamos na ápoca da Cuatro, com a Clara, você a conhece, também está com a doença há alguns anos. Não é nada fácil, acompanho bem de perto também. Será muito bom te acompanhar por aqui! Abraço grande!

    Curtir

    • juliabello disse:

      Oi Ana Lúcia!
      Obrigada pelo comentário.
      Por enquanto peço que me ajude na divulgação e acompanhe o conteúdo, se possível comentando.
      Quanto mais interação, melhor!
      Um abraço,
      Julia.

      Curtir

  4. Adriana Bello disse:

    Um prazer fazer parte deste projeto , e também dizer que realmente tens razão , ao longo de nossas caminhadas e novas demandas vamos mudando,
    Sementes são plantadas e cultivadas . Eu também acredito que ainda exista compaixão . Há 10 anos moro fora de BH, e vou muito pouco . Meu coração sempre esteve perto de vocês. Já cheguei nos meus 50 anos. Penso muito em tudo que escreveu.
    Júlia querida , estamos juntas.
    Grande beijo para você e para sua mãe ,
    Dadá

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s